Tataré do cerrado - Chloroleucon tenuiflorum

Nome cientifico: Chloroleucom tenuiflorum Família: Fabaceae Mimosoideae Nomes populares: Tataré, Barreiro, Jurema, Pau cascudo
Onde é encontrada: Encontrada com pouca freqüência nas matas da região. É comum no Cerrado, por aqui eu a encontrei em um morro do bairro Caladinho, Coronel Fabriciano, onde ela é predominante, mas apenas por lá. Ver o local clicando aqui.
Características: Árvore de médio porte, 6 a 12 metros de altura. Folhas pinadas, folíolos pequenos. Flor branca pequena em cachos. Fruto vagem bem retorcida, 7 cm. Contem 12 a 20 sementes, que germinam com facilidade. O nome Tataré é mais usado para uma especie nativa da região do RJ usada em paisagismo e bastante parecida com esta (apenas o tronco é diferente).
Utilidades: Melífera. Fruto atrai insetos que são procurados pelos pássaros. É pioneira onde se adapta.
Época de floração e frutificação: Floresce em Agosto. Coleta de sementes em Setembro a Outubro.